Antônio Carlos Cintra do Amaral

Sobre o escritor Cintra do Amaral, o Prof. Celso Antônio Bandeira de Mello, ilustre e notável mestre do Direito Administrativo e companheiro de muitos anos, traduziu de forma precisa quem é o nosso homenageado, através do depoimento no prefácio à obra "Teoria do Ato Administrativo":

“... Desta monografia cabe dizer que é um trabalho de excelente nível científico no qual sobressaem algumas qualidades invulgares do autor. A excepcional clareza de pensamento, sua profunda acuidade, a coerência férrea de raciocínio e a incrível facilidade com que transmite suas idéias tornam a leitura muito agradável. Não há exagero algum em anotar que mesmo idéias bastante abstratas e, normalmente, de difícil apreensão aparentam ser da mais completa simplicidade, tanto é ordenada, metódica e singela a forma de apresentá-las. Pode-se, é claro, concordar ou não com os pontos de vista que expende ao respeito de temas fundamentais como, por exemplo, sobre perfeição e validade, mas não se pode negar que são expostos de maneira extremamente aliciante.

Antônio Carlos Cintra do Amaral é dono de estilo tão escorreito, tão singelo e ao mesmo tempo tão clássico que é impossível resistir à tentação de dizer que sua linguagem limpa, precisa e elegante lembra as virtudes de um dos maiores escritores brasileiros, provocando uma comparação que leva a dizer que este administrativista é o Machado de Assis de nossas letras jurídicas.”